Animais e crianças: os benefícios dessa relação

Quem nunca ouviu uma criança pedir de presente um cachorro ou um gato? Se você tem filhos, em algum momento eles irão querer um animal de estimação!  
Para muitas pessoas, em especial as crianças, os animais de estimação são membros muito queridos da família, atuando como colegas de brincadeiras para os pequenos e oferecendo companhia. Porém, mais do que a responsabilidade de cuidar de um bicho, ter um pet em casa traz inúmeros benefícios,  tanto para a criança,  quanto pros animais! Estudos indicam que os pets podem influenciar nas habilidades sociais, saúde física e até o desenvolvimento cognitivo da criança. 
Saiba alguns dos benefícios da relação animais e crianças e o que os pequenos aprendem com os pets
Auxilia no desenvolvimento cerebral: segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria, a repetição de atividades como fazer carinho no corpo do bichinho ou tentar segurá-lo no colo aperfeiçoa as habilidades motoras. Outras pesquisas demonstram que os animais também ensinam as crianças a se concentrarem, cometendo menos erros em tarefas de classificação de objetos e precisando de menos lembretes em tarefas de memória quando na presença de um cão na mesma sala. 
Fortalece o sistema imune: estudos indicam que o convívio entre crianças e animais pode proteger contra infecções e diminuir o risco de dermatite atópica e asma. 
Diminuição do estresse: ao acariciar os animais, o corpo libera ocitocina, hormônio que causa sensação de amor e bem estar. Um estudo do Centro de Controle de Doenças do Estados Unidos mostra que ter um pet diminui significativamente as chances de ansiedade infantil. 
Melhora o comportamento social: pesquisas da Universidade da Austrália Ocidental em Perth, usando dados de 4 mil crianças com idade de cinco a sete anos,  descobriram que há uma relação entre ter um animal de estimação e menos problemas com os colegas e melhor comportamento social.  Uma outra pesquisa aponta que crianças com idade entre 2 e 5 anos que tinham um cão na família eram mais ativas,  passavam menos tempo nas telas e dormiam melhor se comparadas com aquelas que não tinham animais de estimação. Isso tudo devido à atividade física que o cão possibilitava (levar o animal para passear).
Além disso, estudos apontam que crianças que se dedicam regularmente a atividades físicas relacionadas a cães têm melhores resultados de desenvolvimento socioemocional. 
Fortalecimento emocional: a companhia e a parceria entre animais e crianças ajudam a inserir valores como o cuidado com outro ser vivo, o carinho, a empatia, a socialização,  o auto controle. Além disso,  a comunicação verbal e a responsabilidade também são trabalhadas nessa relação. 
Prevenção da obesidade infantil: cuidar de um animal exige movimento e disposição! Um estudo realizado pela Universidade de Alberta, em 2017, investigou a relação entre pets na gestação,  bebês e obesidade infantil. O resultado mostrou que aqueles que conviveram com um bicho enquanto ainda eram gerados tinham menos chance de ganho de peso. 
Seja qual for o animal (cachorro,  gato, hamster, peixe) o afeto, o senso de responsabilidade e a importância de se manter uma rotina são pontos extremamente positivos dessa relação entre bichos e crianças. Além disso, questões de saúde estão diretamente ligadas a esta conexão. 
E você,  já tem algum pet na família? Como é a relação dele com suas crianças? 
 
Fontes:
https://formulanimal.com.br/animais-e-criancas-uma-relacao-repleta-de-beneficios/
https://www.bbc.com/portuguese/geral-61932265
https://www.campusvilla.com.br/animais-para-criancas/
https://blog.objetivosorocaba.com.br/animais-de-estimacao/
Author picture

Este artigo foi publicado por PHARMÁCIA ESSENCIAL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress